sábado, 7 de novembro de 2009

O Nietzsche do jazz


«Livre de quê? Que importa a Zaratustra! Mas o teu olhar deve dizer-me claramente: Livre para quê?»
















O que ha de comum entre o Jazz de Julio Resende e Zaratustra de Nietzsche?

Colo aqui um pequeno extracto da noticia de Andre Pinto, que esclarece este misterio...


«Depois "Da alma", o pianista Julio Resende profetiza-nos agora que Assim falava Jazzatustra- e´ mesmo esse o nome do novo album, num simbolico jogo de palavras com o titulo de Nietzsche, Assim falava Zaratustra. Tal como o poema do filosofo alemao, este segundo disco e´ tambem um disco para todos e para ninguem: fresco, poderoso, sensivel e seguro. Sempre em busca de autenticidade e pelo meio de um reportorio estonteante de grandes composiçoes originais ha ainda espaço para uma versao sorridente e luminosa de "Shine on your crazy diamond", dos Pink Floyd (...). Fonte: JL


video

1 comentário:

Anónimo disse...

Linda amiga,

adorei simplesmente.Esta versão de Shine on your crazy diamond" entou no meu ouvido e perdeu-se cá dentro, empurrando uma delícia qualquer até à flor da pele... Vou comprar o cd. Linda amiga.

Pat