segunda-feira, 29 de março de 2010

Os cães coloridos

"Era uma vez um cão amarelo que era muito gozado por ser amarelo. Uma vez apareceu um cão que não gozou com ele porque era vermelho, e depois apareceu outro que também não gozou com ele porque era verde, e ainda apareceu outro azul e no fim um laranja.
Todos os cães coloridos explicaram ao amarelo que ele tinha sorte por ser amarelo, era a cor do sol e do limão.
O cão verde explicou ao vermelho que este tinha sorte, era da cor do morango e da cereja.
O laranja disse ao verde que este tinha sorte, era da cor da erva e das folhas.
Todos eles se juntaram e disseram ao cão laranja que tinha sorte, que era da cor do pôr-do-sol.
Os cães coloridos ficaram amigos."

Nuno Lobo Antunes, Mal-Entendidos

Este é um texto que me diz muito pois foi escrito por um jovem com SA (Síndrome de Asperger), que tal como o meu sobrinho (e primeiro filho por isso, desnecessário será acreccentar, uma das pessoas que mais amo no mundo - só o faço para aproveitar o parênteses), deixa bem claro o que um ser um ser humano VERDADEIRAMENTE VERDADEIRO, sem instinto domado pelo factor social,  pode ensinar aos outros.

1 comentário:

Leitores SOS Murça disse...

doçura

que linda lição de moral! A simplicidade da história contrasta com a grandiosidade da mensagem! Ainda me comove mais sabendo-a escrita por uma pessoa tão sofrida.

bjs, bjs
anabela