segunda-feira, 27 de setembro de 2010

THE LOUNGE LIZZARDS



Em viagem de fim-de-semana  Jonh Lurie e os Lounge Lizzards expulsaram-me do real. Este Jazz, com os sons dos instrumentos desencontrados (alguns mesmo de costas viradas contra os outros), permite que o ser humano se encontre ...em quase todos os sons. Adorei a arte que passa e as respectivas legendagens. A viagem ao volante parecida com a minha, a ganhar ora proximidade da espectacular arquitectura da cidade, ora distância da imensa mãe-montanha. Bjs de regresso a casa para ti, linda amiga e para a Rita que não vai ouvir isto que toca...

2 comentários:

Caridee disse...

oh stora, põe aqui música sabendo que eu n posso ouvir, q mázinha :) estou a brincar.
também gosto de Jazz, n que ouça mt, mas aprecio. Sem dúvida que nós nos conseguimos ver na música que ouvimos, nas palavras que lemos, podem até nem ter nada a ver connosco, mas nós arranjamos sempre algo para as tornar mais nossas, mais únicas, daí eu amar a música e os livros, porque por mais diferentes que sejam irá haver sempre algo de familiar.
principalmente qd toco certas músicas consigo "arranjá-las" à minha maneira, e aí parece que fica um pouco de mim nelas.
Bem, eu só faço comentários grandes, imagine-se se pudesse ouvir as músicas, ficaria aqui um testamento eheh
Bjk

Leitores SOS Murça disse...

Olá Caridee,

posso gravar algumas músicas que tenhas muita vontade de ouvir... Comentários grandes porque gostas das palavras. Bjinhos

Patrícia