terça-feira, 4 de agosto de 2009

Flor de papel dourado




video
Mad Rush - Philip Glass

Flor de papel dourado

O romper da madrugada
Banha-me o corpo
Num cantar de aves
Em círculo fechado
Que vai vagarosamente
Baixando o seu voo
E pousa como um tesouro
Sobre o meu ventre escavado
Uma flor de papel dourado
Lembrando a tua chegada.




Este é um poema inspirado no belo nome do café que frequentava Magritte. Este pássaro de céu e nuvens também está lá. "Mad Rush" de Philip Glass, envolve-o na perfeição.



Le Séducteur, Magritte, 1953

Sem comentários: