segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Encompassing the Globe- Portugal e o mundo nos séc. XVI e XVII

Ontem à noite, depois do excelente programa da RTP2 Câmara Clara dedicado a Paula Rego e à recente inauguração da sua Casa de Histórias (obrigada doce Pat pela dica, não fosses tu e ter-me-ia descuidado...), passou um breve documentário sobre a exposição "Encompassing the globe" que, segundo me pude aperceber, foi um enorme sucesso nos EUA (Washington) em 2007.
« (...) A exposição é um elogio justo à capacidade de Portugal para gerar civilização através das suas viagens de expansão iniciadas no século XV, propiciadoras de novas conexões humanas, económicas, sociais, politicas e culturais, fundadoras do ciclo moderno da História da Europa e do Mundo, nucleares para a compreensão da contemporaneidade. »
Em Portugal a exposição está patente desde o dia 16 de Julho no Museu Nacional de Arte Antiga (em Lisboa) e findará a 11 de Outubro deste ano. O sítio oficial é:
http://mnaa.imc-ip.pt/pt-PT/Encompassing%20The%20Globe/ContentList.aspx
O sucesso nos EUA foi de tal ordem que o periódico New York Times ousou dizer:

WASHINGTON, 2007, June 22—“ A little-known fact: A version of the Internet was invented in Portugal 500 years ago by a bunch of sailors with names like Pedro, Vasco and Bartolomeu. The technology was crude. Links were unstable. Response time was glacial. (A message sent on their network might take a year to land.)”

É de ficarmos orgulhosos!

Mas preocupam-me duas questões (desculpa Pat este modo tão objectivo de as colocar mas sou de ciências...):

1º Por que é que um documentário desta natureza é passado na televisão a um domingo à noite, bem perto da meia noite? Será que as pessoas que gerem a programação esqueceram que os Portugueses se levantam cedo para ir trabalhar no dia seguinte?

2ºQuando é que teremos a coragem de assumir que queremos um país que valorize o seu património e a sua cultura e isso terá de passar, necessariamente, por colocar os programas culturais no horário nobre?

1 comentário:

Leitores SOS Murça disse...

Estou morta por te dizer que te adoro.Subscrevo a tua indignação. Até quando seremos assim pequenos? Até quando não saberemos quem verdadeiramente somos? Até quando só telenovelas, jogos de futebol e reality shows pimbas, até quando esta palhaçada?Talvez até ao dia em que qualquer nome possante de um país estrangeiro qualquer vier dizê-lo publicamente, com escândalo e veneração a tudo o que é português. Eu como professora, vou dizendo aos pequenos que a televisão também tem coisas boas, que ter cultura é ter a maior arma, que gostar de saber é o maior bem, ...que posso fazer mais?! Bjs