quarta-feira, 14 de outubro de 2009

O banqueiro anarquista

Doce amiga! Hoje ouvi o teu CD e fiquei surpreendida comigo pois parece-me que tambem eu sou... anarquista!
Que belo tratado filosofico!
Adorei as reflexoes em tom de dialogo e em torno da figura carismatica do banqueiro. Desconhecia totalmente este texto mas sem duvida que deve ser muito apreciado no mundo literario. Obrigada doce Pat, amanha voltarei a ouvi-lo se deus quiser... ou se qualquer outra ficçao quiser...
Entretanto uma entrevista (pouco interessante e muito pobre em termos de conteudo, diga-se) mas com Pessoa, na figura do declamador do teu CD.

video


">

Sem comentários: