segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Dulcineia (um post a Ana Arminda)

Deliciosa amiga, ai vai a musica que pediste... acompanhada de muitos beijos saudosos e sem acentuaçao...

DULCINEIA, José Saramago

Quem tu és não importa, nem conheces
O sonho em que nasceu a tua face:
Cristal vazio e mudo.
Do sangue de Quixote te alimentas,
Da alma que nele morre é que recebes
A força de seres tudo.



video

1 comentário:

Ana Arminda Azevedo disse...

Olá amigas,
recebo a força das vossas palavras e desenho, com elas, as vossas faces, com elas vivo o sonho da luz da vossa presença e... rimos juntas!

Ana Arminda